Curso - Sondagem e Amostragem de Solo

Nos dias 17 e 18 de abril de 2017, aconteceu, no Centro Universitário SENAC de Santo Amaro, o Encontro Técnico de Áreas Contaminadas, com um workshop/curso sobre sondagens e amostragem de solo para compostos orgânicos voláteis (VOCs, no "jargão" das áreas contaminadas).
Esse evento foi uma realização conjunta entre a AESAS e a coordenação dos cursos de Remediação e de Gerenciamento de Áreas Contaminadas do SENAC, da qual Marcos Tanaka Riyis,  Diretor Técnico da ECD, faz parte, junto com o Coordenador dos Cursos, o Dr Rodrigo Cesar de Araujo Cunha.
Esse curso pode ser considerado um marco para quem, como nós da ECD, acredita que essa é a etapa fundamental da Investigação de Áreas Contaminadas e que vem sendo negligenciada ao longo dos anos. Como uma amostra disso, somando-se os 30 alunos do curso, pode-se estimar em dezenas de milhares de amostragens de solo realizadas por eles. E pode-se contar nos dedos as amostragens de solo realizadas na zona saturada. E é praticamente nula a quantidade de casos em que foi enviada uma amostra de solo devidamente coletada ao laboratório, com vistas a quantificar a massa residual/retida na zona saturada. Ou seja, das dezenas de milhares de amostragens de solo realizadas, poucas são representativas. Com a nova Decisão de Diretoria da CETESB, certamente irá crescer a preocupação com essa etapa do processo de investigação. Isso é o que nós da ECD temos pregado desde o início desse Blog e o que esperamos para os próximos anos.

O curso teve aulas teóricas e práticas, ministradas pelos docentes Marcos Tanaka Riyis, da ECD, Nilton Jorge Miyashiro, da Engesolos, e Silvio Almeida, do laboratório Eurofins/Anatech, e contou com apenas 30 vagas, rapidamente preenchidas pelos interessados em conhecer novas técnicas e abordagens sobre essa importante atividade dentro das investigações de áreas contaminadas, tema sobre o qual já desenvolvemos diversos textos aqui nesse espaço.
No 1o dia, o curso começou com uma parte teórica ministrada por Marcos Tanaka Riyis, que salientou a importância da amostragem de solo à luz da recente Decisão de Diretoria (DD-038), ao mesmo tempo que demonstrou a ineficiência e limitações dos métodos tradicionais de amostragem de solo (Trado manual e Direct Push com furo aberto, ou Single Tube). A seguir, Nilton Miyashiro, na sua aula teórica, falou sobre as principais metodologias de amostragem de solo adequadas à quantificação de massa e à definição de unidades hidroestratigráficas. Na parte da tarde desse 1o dia, Nilton demonstrou, na prática, com a participação das equipes e máquinas na Engesolos, como fazer uma adequada amostragem de solo pela metodologia Direct Push - Piston Sampler e as limitações da metodologia Single Tube.
No 2o dia, novamente o curso começou com uma parte teórica ministrada por Marcos Tanaka Riyis, que tratou do estado-da-prática da amostragem de solo para voláteis usando a metodologia Direct Push - Dual Tube e seguindo os passos da retirada e avaliação em campo das amostras de solo no liner com vistas a selecionar amostras para serem analisadas para compostos orgânicos voláteis (VOCs). A seguir, Silvio Almeida, explicou as questões relativas a preservação, transporte e análise de amostras de solo para voláteis, ressaltando as diferentes metodologias permitidas pela norma NBR 16.434 na ótica do laboratório. Na parte da tarde, Marcos retornou, demonstrando, com a ajuda das equipes e equipamentos de amostragem de solo da ECD Sondagens Ambientais , alguns equipamentos cedidos pela Stricto Soluções Ambientais, e a ajuda das alunas do SENAC Leticia Gemignani, Sinesia Queiroz, Camila Almeida e Angelica Reis, como fazer a amostragem de solo, avaliar e selecionar as amostras em campo e iniciar a preservação dessas amostras de solo em uma área com suspeita de contaminação por solventes clorados (que são compostos voláteis).

Conversas informais indicaram que o curso atingiu plenamente os seus objetivos, e em breve, será realizada uma nova versão desse curso, organizado em conjunto pela AESAS e pelo SENAC.

A ECD novamente se orgulha de participar desse compartilhamento de informações e conhecimento, contribuindo para a melhora do nosso mercado, e agradece o convite dos organizadores pela oportunidade.








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Aula Prática no Curso de Remediação de Áreas Contaminadas do SENAC

ECD no Curso de Investigação de Áreas Contaminadas da AESAS e SENAC