Power Probe da ECD trabalhando em Cubatão


Essa semana a Power Probe da ECD está realizando um trabalho em Cubatão.

Como todos que trabalham com Investigação Geoambiental sabem, na região de Cubatão, o nível de água costuma ser raso e o solo é muito arenoso ou muito orgânico, típico de mangue. Essa combinação torna o trabalho muito difícil de ser executado corretamente, particularmente a amostragem de solo.
O trabalho realizado pela ECD era coletar amostras de solo com liner (via Direct Push) a até 5,0 m de profundidade. O nível de água do site era cerca de 0,5 m. Pode-se imaginar a dificuldade do trabalho.

A equipe de Investigação Geoambiental da ECD foi ao local com a Power Probe, recém adquirida da AMS  Inc, fábrica dos EUA. A única forma de obter amostras representativas era utilizando a ferramenta Piston Sampler. Alguns leitores podem perguntar o porquê dessa afirmação. Vamos tentar responder:
Se o solo é muito arenoso ou com nível de água muito raso, a tendência é que o furo de sondagem desmorone, ou seja, caso seja utilizada a metodologia tradicional (Single Tube, Macro Core ou Open Hole, todas as definições para amostragem com o furo aberto) a 2a amostra não será representativa, pois, ao recolocar-se a composição no furo "aberto", esse teria material da camada superior, pois o furo desmoronou. O site tinha as 2 condições: solo arenoso E nível de água raso. 

Uma possível solução para um caso como esse seria revestir a sondagem com Trados Ocos (Hollow Stem Auger), ou então utilizando a tecnologia Dual Tube, realizada pelas máquinas da Geoprobe ou pelas Power Probes como à da ECD. 
Porém, dada a pressão da coluna de água, ao retirar-se a composição com o amostrador, a tendência é que entre solo (em geral, areia) por dentro do revestimento (Hollows ou Dual Tube) e o resultado seja novamente amostras não-representativas.

A única forma de coletar-se amostras representativas nessa condição é utilizar a ferramenta Piston Sampler, ou seja, o amostrador é cravado fechado e, na profundidade onde se pretende coletar as amostras, abre-se esse amostrador e coleta-se a amostra exatamente no local pretendido.
A Geoprobe possui esse sistema, porém, ele é de uso difícil, devido às hastes internas de diâmetro bem menor e com rosca invertida (esquerda), difíceis de acoplar, manusear e um pouco frágeis, além de ser um processo lento. Alguns fabricantes nacionais copiaram esse sistema e disponibilizaram para algumas empresas de sondagem, mas a cópia não saiu boa, ocorrendo muitos defeitos nesse sistema, tornando-o bem pior que o original
O Piston Sampler patenteado pela AMS, que a ECD adquiriu, é bem mais robusto, eficiente e rápido, e pode ser visto no diagrama abaixo. A ponteira interna, que fecha o amostrador, é bem forte para aguentar a força do "hammer" hidráulico da máquina, e não é preciso rosquear nada, basta sacar a composição interna que o amostrador fica "livre" para fazer o seu trabalho
Se o profissional que trabalha com investigação geoambiental teve experiências ruins com o Piston Sampler de outro fabricante, veja o material da AMS, exclusivo para as Power Probes, que realmente é de categoria bem superior, especialmente se comparado aos sistemas nacionais.

Piston Sampler da ECD fabricado pela AMS

Um outro detalhe importante é que, nesses casos, mesmo com o uso adequado do Piston Sampler, pode ocorrer de ser difícil recuperar amostras, pois o solo amostrado está totalmente saturado e não tem coesão suficiente (areia saturada), portanto, não recupera bem nos liners. O equipamento da ECD, fabricado pela AMS, possui "molas" ou retentores de amostra (foto abaixo), que facilita muito essa recuperação. Somente os equipamentos da Geoprobe ou da AMS possuem essas molas que fornecem uma qualidade muito superior da amostra.

Diretor Geral da ECD Manoel Riyis Gomes com as molas retentoras de amostra

Em resumo: um trabalho que, há 1 ano atrás seria praticamente impossível de ser realizado corretamente, essa semana a ECD conseguiu o que se propõe: fornecer a melhor solução para a coleta de dados mais representativa possível dentro de uma investigação geoambiental. Para esse caso, utilizando a Power Probe 9100-ATV para amostragem de solo Direct Push com as tecnologias Dual Tube e Piston Sampler, fazendo uso das molas "core catcher".
Isso para não dizer que poderia ser utilizado o piezocone de resistividade, mas isso é outra história...

Comentários

Postagens mais visitadas