Newsletter ECD #029 - Publicada em 20/12/2020

 Newsletter ECD #029 – 20/12/2020

 

Olá a todas e todos

 

Muito obrigado por se inscreverem na nossa newsletter semanal. Essa é a #029 e a última do ano de 2020!!!!!.

 

Vou iniciar essa Newsletter chovendo no molhado ao dizer que esse ano que se encerra foi um ano difícil, com muitos desafios. Traduzindo para a nossa linguagem, foi um ano péssimo em muitos sentidos. Começando pelo óbvio, tivemos uma doença desconhecida que se espalhou pelo mundo que tornou-se ainda pior no Brasil devido ao descaso com que a sociedade lidou com o problema, decorrente dos grandes problemas que temos como sociedade, mas muito também pela forma que nossas lideranças lidaram com a questão. O saldo, muito triste, é de cerca de 190 mil mortos em decorrência da Covid-19.

Mas não foi só isso, o ano nos trouxe muitas perdas de pessoas que tornavam o mundo melhor, um aumento da desigualdade, do número de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza, dos casos de racismo, machismo, violência (individual e institucional) de gênero, infantil, contra os movimentos sociais, contra jornalistas, contra ativistas, aumento do desmatamento, da crise ambiental, econômica, climática, problemas de saúde mental, dificuldade no aprendizado das crianças, particularmente as mais pobres, enfim, uma aceleração dos problemas que já vinham acontecendo, e pior, sem perspectiva de virada. Em particular, para nós na ECD, foi economicamente muito complicado, simbolicamente representado pela nossa saída do local físico que nos abrigou por 16 anos (quem não leu sobre isso ainda, veja lá no site: http://www.ecdambiental.com.br/2020/08/e-tempo-de-mudancas-na-ecd-agosto-2020.html) .

 

Porém, curiosamente, para a nossa área, do GAC, o ano foi bom, contrariando as expectativas de muitos, inclusive as minhas. No início da pandemia, tivemos a paralisação das atividades econômicas e das atividades do GAC, por fechamento das indústrias e também do órgão ambiental. Porém, graças à condução ruim das nossas lideranças e da nossa sociedade frente à crise de saúde, as atividades do GAC voltaram com tudo no 2º Semestre, gerando uma altíssima demanda que está se refletindo em expectativa muito positiva para os primeiros meses de 2021, se a pandemia permitir. Isso causou uma "dança das cadeiras" de profissionais, muitos trocando de empresas e muitas empresas abrindo novas vagas, o que foi muito positivo.

 

Em decorrência do crescimento do mercado, aliado à mudança de hábito de grande parte do nosso segmento, houve uma procura muito grande também por capacitação. Muita oferta e muito consumo de conteúdos não-presenciais, ao vivo e gravados, ligados ao GAC. Desde cursos de Pós-Graduação, como os do SENAC, o da USP, e mesmo em disciplinas em programas regulares como os da UNESP, o da USP e outros, até cursos individuais, Lives, vídeos, canais, passando pelos mais de 20 eventos promovidos pela parceria AESAS/SENAC, entre Painéis de Debates, Webinars e Cursos.

 

Particularmente para mim foi um ano de extraordinário aprendizado e desenvolvimento. As obrigações decorrentes da pandemia me moveram a executar algumas das coisas que eu já estava pensando em fazer: ficar muito mais perto da família, tanto a que mora comigo (Lillian e Vinícius), quanto os mais próximos: pai, mãe, irmão, tia, afilhado, cunhadas, sobrinho, ajudando, lutando juntos. Ler mais e aprender mais: consegui ler muito nesse período, tanto material técnico, da nossa área, quanto outros, mais ligados à economia, meio ambiente, história e outros temas. Escrever mais: a escrita de textos sempre foi algo que eu gostei muito. Embora não tenha tanto talento, sempre quis ser escritor e estou conseguindo dar vazão a isso, pelo menos me obrigando a fazer essa Newsletter semanal. Divulgar boas práticas: estou conseguindo fazer isso com os vídeos, os podcasts, os textos, as aulas e os canais. Tinha pensado em promover cursos online, ao vivo ou gravados, mas não consegui implementar. Quem sabe em 2021?

 

Na ECD, fomos migrando aos poucos para novas modalidades de serviços e hoje, já não executamos serviços convencionais, como instalar poços de 3 metros de seção. De execução, fazemos somente algum ensaio ou serviço especial, como amostragem de solo com Dual Tube/Piston Sampler, amostragem de água por screen point, ensaio PVA, ensaio CPTu, instalação de poços de monitoramento pré-montados (água), instalação de PTVs (vapor). Mas temos feito muitos acompanhamentos com ensaios especiais utilizando o aquecimento em campo (Varredura Vertical de VOC com Aquecimento em Campo - VVVAC) e/ou a caixa preta de luz UV-A. Esses acompanhamentos ocorrem independente da sondagem. Entre outubro e dezembro, fizemos três projetos desses, com sondagens de outras empresas e o nosso auxílio em campo para a consultoria. Fizemos também cursos in company para consultorias e, algo um pouco diferente que me trouxe muitas alegrias, fiz algumas "consultorias" para consultorias de amigos. Essas consultorias foram para planejar a investigação, elaborar memoriais descritivos para contratações, ou para avaliar os dados de investigação. Tudo isso é muito legal, e me permitem aplicar parte dos meus estudos!!! Ainda na parte técnica, participei de vários grupos, em vários projetos que vão engrandecer muito o nosso mercado, como o Curso para Profissionais dos Órgãos Ambientais, e a elaboração de documentos técnicos que serão divulgados mais à frente pelos autores principais. Foi realmente muito enriquecedor.

 

Mas acredito que a maior realização nesse ano foi implementar efetivamente a ECD Training. Após o término do meu doutorado, no final de 2019, estava pensando no que fazer para divulgar melhor a ciência do GAC e resolvi, meio timidamente, criar algumas coisas. Já tínhamos o Blog da ECD, onde escrevia algumas coisas. Mas era pouco. Inicialmente reativei o Canal do Telegram, com notícias e dicas curtas. Aí, resolvi fazer uma série de vídeos no Canal do Youtube. Não sabia fazer nem vídeos, nem Canal no Youtube, mas com a ajuda do próprio Youtube (hoje a gente acha de tudo lá...) consegui fazer o upload de alguns vídeos e fiz algo que gostei muito: a série de vídeos dos erros das investigações, tornando o termo "O Poção" muito conhecido no mercado (e, espero, cada vez menos utilizado). Mais ou menos junto com o Canal, resolvi fazer uma coisa que algumas pessoas (como a Larissa Macedo) tinham me sugerido: um Podcast. Não sabia praticamente nada do formato, mas tive várias ajudas na implantação, como do meu irmão Mauro Tanaka, que manja tudo de som, e da própria Larissa e da Luana, que entendem do formato e do que funciona para os ouvintes. Depois desse início, resolvi me aventurar entrevistando pessoas. Aí, tive mais ajuda, dos meus amigos William Derek e João Paulo Dantas, na parte "técnica" de podcast, e de Allan Umberto, Julio Vilar e Calvin Iost, que foram os primeiros entrevistados, ou seja, os primeiros que tiveram a coragem de debater comigo assuntos do dia-a-dia do GAC. Hoje, tenho o orgulho de dizer que o Podcast é ouvido por muita gente do nosso mercado, e que é até algo esperado pelas pessoas semanalmente. Eu não tinha ideia do alcance potencial dessa ferramenta, estou adorando!!!!! Logo após o podcast, decidi iniciar as Newsletters, onde a ideia é dar dicas mais completas que as do Telegram e desenvolver melhor assuntos mais técnicos, tratando deles com mais profundidade que faço no Podcast e também mais variados, como meio ambiente, ciências e a vida em geral, sempre com muitas dicas e materiais complementares.

 

Também tenho muito orgulho em saber que muita gente fica esperando a Newsletter chegar entre domingo e segunda para saber "as novidades" do mercado, compiladas por mim, ou seja, a minha visão sobre os acontecimentos. Por último, seguindo vários conselhos, especialmente do meu irmão Mauro e da Camila Guarany, criei um perfil no Instagram, para comunicações mais rápidas, semelhante ao Telegram, porém mais "visuais". Acredito que as empreitadas mais difíceis e também mais divertidas, foram as 3 Lives que fizemos no Canal do Youtube (youtube.com/c/ecdtraining), com grandes personalidades do GAC. Na verdade com 3 lendas do GAC: Nilton Miyashiro, Rodrigo Cunha e Paulo Negrão. Foram conversas muito interessantes, divertidas, mas também instrutivas e que nos levaram a conhecer um pouco da origem desse mercado no Brasil. Teve muita, mas muita competência mesmo, teve trabalho duro, insistência e teve o acaso agindo a favor. Ao ouvir novamente essas três entrevistas, chego a conclusão que não podemos desistir de desenvolver o nosso mercado. Devemos isso a eles.

 

Obviamente nada disso teria sido possível se não fossem vocês, que me leem, me ouvem, me seguem, aceitam ser entrevistados, debatem, dão sugestões, dicas, perguntam, questionam, ou seja, continuamos nessa luta graças a vocês. E não tenho palavras para agradecer àqueles que, além da contribuição normal, do tempo de me acompanharem, se dispuseram a contribuir financeiramente com o nosso projeto, e com isso permitindo a regularidade da entrega dos conteúdos. Em nome de toda a família ECD, agradeço e homenageio aqui os principais responsáveis pelos nossos canais de divulgação:

 

- Allan Umberto

- Atila Pessoa

- Calvin Iost

- Cristina Maluf

- Diego Silva

- Fabiano Rodrigues

- Felipe Nareta

- Filipe Ferreira

- Heraldo Giacheti

- João Paulo Dantas

- Larissa Macedo

- Leandro Freitas

- Leandro Oliveira

- Luana Fernandes

- Luciana Vaz

- Roberto Costa

- Rodrigo Alves

- Sergio Rocha

- Tatiana Sitolini
- Wagner Rodrigo

- Willem Takiya

 

E mais 4 anônimos que preferem não se identificar publicamente: L, E, L e D. Obrigado!!!!

 

Todos esses colaboradores serão homenageados nos dois próximos episódios do Podcast Áreas Contaminadas, que irão ao ar nos dias 24/12 e 31/12. Espero fazer jus ao apoio deles!!!!

 

Quem quiser e puder colaborar, eu já agradeço antecipadamente. Basta ir no site http://apoia.se/ecdambiental e escolher uma modalidade de apoio. Se tiverem dúvidas, me falem, por favor.

 

O que eu penso para o próximo ano? E quais os planos, meus e da ECD para 2021? Vou, abaixo, colocar um pouco do que eu prevejo misturado com o que eu desejo. E vocês, o que desejam?

 

- Vacina: Em algum momento durante o ano de 2021 haverá pelo menos uma disponível no Brasil. Individualmente será um grande alívio, mas coletivamente será ainda mais importante. Obviamente não é a solução final, mas é um passo super importante para determos a evolução da pandemia ;

- A pandemia não irá recuar tão cedo, mesmo com as vacinas chegando. No primeiro semestre há uma tendência de aumento, causada pelo descontrole no último mês e o de agora, nas festas de fim de ano, aliados ao sentimento de que "falta pouco". Recomendo muita cautela, atenção e cuidado a todos que me leem;

- "Novo Normal": a gente fica sempre meio ressabiado com esses termos da moda, chavões, e tal, mas é para vocês entenderem do que eu estou falando em poucas palavras. Acho que mudanças aconteceram, algumas serão permanentes. Não haverá os mesmos hábitos de antes da pandemia, algumas coisas vieram para ficar, particularmente no nosso estrato socioeconômico: uma delas é o Home Office, outra é o Delivery de compras, mais o ensino à distância, as coisas DIY (Do it yourself), a atenção à alimentação, o cultivo orgânico, o acompanhamento da educação dos filhos, o estar junto, a adaptação da moda, entre outras coisas. Não dá para comemorar uma situação que foi trágica para 190 mil famílias e quase tão catastrófica para milhões que voltaram para a fome, mas para os privilegiados, como nós, que se mantiveram no mercado, ficou ao menos esse aprendizado; 

- O econômico vai continuar se sobrepondo ao social e ao ambiental. Essa previsão não tem como errar, infelizmente;

- Espero que seja aprovada a prorrogação do auxílio de R$600,00 para as pessoas mais vulneráveis. Por elas, é claro, e também pela economia do país. Sem isso, haverá uma paralisação total, piorando ainda mais a situação e pressionando por "abertura";

- Espero que as mobilizações antirracistas, antimachistas, antifascistas ganhem corpo e impeçam o país e o mundo a mergulhar mais fundo na espiral incontrolável que temos visto ultimamente, de violência, intolerância e desprezo pela vida e pelas pessoas. Mas não acho que vá melhorar, infelizmente a tendência é piorar mais um pouco em 2021. Fiquemos atentos, unidos e fortes;

- Haverá, por um lado, mais discussões sobre a pauta ambiental, com uma corrente do partido do novo Presidente dos EUA pressionando pelo New Green Deal, mas do outro lado, a crise econômica vai interromper os grandes acordos que envolvam mais "gastos" com o Meio Ambiente. No Brasil, a tendência geral permanecerá a mesma: o empreendedor terá a prioridade do Governo, as questões ambientais vão para o final da fila;

- Por outro lado, na contramão da política ambiental geral, prevejo que, no Brasil, o GAC vai crescer  nos próximos 2 anos. A procura dos profissionais de outros estados (fora de SP) por capacitação técnica e jurídica, aliada a vontade deles de preparar os órgãos, as normativas técnicas e o mercado local vão fazer crescer as exigências, consequentemente crescerá a consciência dos Responsáveis Legais, causando um aumento na demanda. Amigos e amigas, preparem-se para isso!!!!

- O mercado imobiliário deverá estar aquecido no primeiro semestre demandando muitos trabalhos do nosso mercado;

- Trabalhos represados estão voltando com tudo em todos os segmentos, inclusive o industrial, o que vai gerar uma alta na demanda. Tão alta que vai ser difícil dar conta até o Carnaval. Preparem-se para trabalhar ainda mais;

- Haverá novas aberturas de vagas, talvez em um ritmo menor, mas haverá vagas. Preparem-se, capacitem-se e vão pra cima!!!;

- Embora haja alta no mercado e abertura de vagas, a briga pelos projetos passa pelo custo e um dos "custos" é o valor da mão-de-obra. Não vejo aumentos significativos da massa salarial para os analistas/coordenadores do mercado. Porém, prevejo uma "briga" por profissionais do comercial, especialmente aqueles com boas relações com os clientes. Esses terão salários e benefícios maiores esse ano;

- Particularmente no setor de prestação de serviços, como laboratório, amostragem (água, ar ambiente e ar do solo), sondagem e remediação terão um aumento de demanda ainda maior, pois grandes projetos foram liberados e isso "arrasta" um grande número de equipes. Falando de sondagem, um projeto grande está levando várias equipes de uma empresa de sondagem a ficar full time por muito tempo nesse cliente. Essa empresa de sondagem poderá atender menos clientes "comuns", sobrando espaço para outras, e assim por diante;

- Prevejo que o SENAC terá uma procura ainda maior pelos seus cursos, o que é muito bom para o mercado, para o SENAC, para o Rodrigo Cunha, nosso coordenador, e para todos nós do corpo docente; 

- Em março/abril haverá no SENAC um curso de extensão de 32 horas sobre Plano de Intervenção. Online e ao vivo;

- A parceria SENAC/AESAS também está cheia de planos para o próximo ano. Algumas decisões foram tomadas e, dos projetos que já posso anunciar teremos: 2º Curso Introdutório para Profissionais dos Órgãos Ambientais; 1º Curso Avançado para Profissionais dos Órgãos Ambientais; Webinars (1 por mês); Painéis de Debate (1 por Semestre); 6 cursos online ao vivo no 1o Semestre, sendo o primeiro em janeiro sobre Direito Ambiental para Técnicos do GAC e o segundo em fevereiro sobre LNAPL (ambos imperdíveis);

- O MMA assinou um acordo de cooperação com a AESAS que, entre outras coisas, vai desenvolver um sistema integrado de dados ambientais, que será utilizado em todo o Brasil. O projeto do sistema já está em andamento, coordenado também pelo Rodrigo Cunha e certamente será um sucesso e muito útil para todos nós. Além disso, o projeto também prevê capacitação de técnicos dos órgãos ambientais do país todo;

- A ECD Training vai continuar, oferecendo bastante material gratuito e de qualidade (pelo menos eu acho que são de qualidade) para toda a comunidade do GAC e interessados em geral. O podcast e a Newsletter continuarão semanais, e está nos meus planos melhorar o Instagram, com a ajuda valiosíssima da Lillian, e fazer mais vídeos para o Canal;

- Um objetivo da ECD Training para 2021 é tentar lançar cursos online relativamente curtos, de 1-2 horas com temas específicos que não sejam abordados em cursos do SENAC;

- Outro objetivo é implementar as resenhas dos textos clássicos do GAC. Vamos ver se em 2021 conseguimos viabilizar;

- Como novidades, no Podcast, pensamos aqui em duas coisas: um Debate sobre um tema específico, não grandioso como os Painéis de Debate do SENAC, mas sim temas do cotidiano de quem vive o GAC, com visões complementares; e uma seção "ECD Responde", onde as pessoas nos mandam perguntas e nós damos a nossa opinião. O que acham?

- A ECD vai focar ainda mais nos serviços de apoio para consultorias. Com o Charles indo para campo ou para participar da coleta de dados com os equipamentos citados de avaliação em campo ou para orientar os trabalhos de campo, atuando como um facilitador da consultoria frente à equipe de sondagem; ou comigo atuando como consultor de investigação para as consultorias, ajudando-as a propor o melhor escopo para determinada situação; ou desenvolvendo e pesquisando novas ferramentas e metodologias de investigação, que é o que mais gostamos de fazer, vamos ver o que acontece. Prometo mantê-los informados das novidades;

- Outro ponto de atenção da ECD serão os treinamentos In Company. Pretendemos fazer isso ainda mais. Aliás, se alguém quiser fazer algum desses treinamentos na sua empresa, entre em contato e vamos viabilizar. Agradeço desde já;

- Algo que me propus e estou começando a fazer é escrever alguns artigos em conjunto com o meu amigo e orientador, o Professor Heraldo Giacheti, sobre temas ligados à minha tese e outros que sejam importantes para o GAC. Além da divulgação científica, é importante produzir conhecimento científico referendado pela Academia. Aguardem informações!!!!

- Nos projetos mais pessoais, pretendo conseguir desenvolver mais meus projetos com Educação e Jogos Cooperativos, projetos de economia de energia e água, de programação, robótica, aquaponia, cultivo, permacultura e construção de brinquedos com meu filho. Talvez escrever um livro e criar jogos, algo que sempre gostei. Quem sabe em 2021... pelo visto vai faltar ano para tanta coisa hehehe;

 

Nessa semana, lançamos o episódio #034 do Podcast Áreas Contaminadas, uma conversa com minhas amigas Isadora Bonello, a Isa e Daiane Teixeira da Silva, a Dai. Foi uma conversa muito legal, instrutiva e divertida, falamos sobre a trajetória pessoal/profissional das duas, como elas entraram no GAC, das empresas delas, de investigação/remediação, da importância do SENAC na formação delas, de machismo dentro e fora do GAC, e elas fizeram uma explanação muito interessante sobre o TCC delas, que trata de uma releitura do famoso artigo do professor Reginaldo Bertolo que propõe um cálculo de valoração do dano ambiental, para os casos em que ocorre uma impraticabilidade técnica do atingimento das metas de todos os riscos (inclusive o de ingestão de águas subterrâneas). Elas acreditam que o uso que tem sido aplicado desse trabalho é inadequado, mas concordam que o dano não deve ser externalizado para a sociedade e para as futuras gerações. Se você não ouviu, ouça!!!!

 

Episódio no Youtube: https://youtu.be/fUDX3NeV3t8

Episódio no Spotify: https://open.spotify.com/episode/4bBpv75f09btTjtMGuTKCG?si=Qp1bulq_QOO83KMtbCBFsA

 

 

O perfil delas no Linkedin:

Isadora: https://www.linkedin.com/in/isadora-bonello-39989b32/

Daiane: https://www.linkedin.com/in/daianeteixeiradasilva/

Artigo-Base do TCC delas: https://aguassubterraneas.abas.org/asubterraneas/article/view/29479

 

 

No Canal do Youtube estamos com 567 inscritos, e crescendo!!!! No Telegram temos 213 inscritos e no Instagram já temos 408 Seguidores e aumentando(@ecdambiental). Espero que estejamos conseguindo ajudar bastante gente!!!!

 

Obrigado por lerem e acompanharem a Newsletter. Se quiserem passar para os amigos, o link para preenchimento do formulário de inscrição é: https://forms.gle/bQLz561Y2kqUfnhdA. As Newsletters anteriores estão no site da ECD (www.ecdambiental.com.br) . 

 

Não vou colocar hoje as notícias da semana, gostaria, nesse final, novamente expressar a minha gratidão a vocês, que me acompanham, aos apoiadores financeiros, que nos mantém "positivos e operantes", à Lillian, por me aguentar e ainda editar o podcast, e à ECD, que me fez chegar até aqui.

 

Comecei a Newsletter chovendo no molhado e falando do ano ruim, gostaria de terminá-la chovendo no molhado e desejando a todos um 2021 repleto de realizações, bons projetos, felicidades plenas e muita saúde!!!!

 

Mais uma vez obrigado pela atenção e até o ano que vem!!!!

  

Marcos Tanaka Riyis

ECD Ambiental

https://linktr.ee/ecdtraining

http://youtube.com/c/ecdtraining




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Serviços da ECD

ECD Ambiental

Newsletter ECD #014